Gastronomia e Vinhos

Se a comida é uma das razões para viajar, está no lugar certo. Para o terceirense, vida é sinónimo de festa e festa sinónimo de comida e bebida!

O sabor do marisco é incomparável. O cavaco, cracas, lapas e as muitas espécies de peixe fresco convidam a sentar na mesa. O difícil é querer sair.

O gado é criado nas pastagens, livre e feliz, e a carne é suculenta e saborosa. Os pratos de carne são variados e encontramos, por toda a ilha, desde os mais tradicionais como a Alcatra, Torresmos, Morcela, Linguiça, Coelho, até aos mais simples como a espetada de carne Angus ou o Bife que se “derrete” na boca.

Associados às festividades do Espírito Santo, temos as Sopas do Espírito Santo, o Cozido e a Massa Sovada. A vivência do culto do Espírito Santo é única.

Para adoçar a boca, o destaque é dado aos bolos Dona Amélia, onde o mel de cana e a canela se associam a corintos e cidras. Conta a lenda que o nome do bolo está associado à passagem da Rainha D. Amélia pela ilha. O “Alfenim”, outro doce característico da ilha, associado às Festas do Espírito Santo, consiste numa pasta de açúcar, transformada, pelas hábeis mãos das senhoras, em obras de arte em forma de flores, pombas, galinhas, cisnes e coelhos, um mundo fantástico de açúcar e fantasia. Existem também outras opções como a Cornucópia ou o Arroz Doce que complementam a lista de sobremesas.

Os queijos não podem ser esquecidos, desde os frescos de leite de Cabra aos curados de Leite de Vaca. A passagem por algumas das fábricas é obrigatória e os queijos são degustados no seu local de produção.

Para acompanhar todos os pratos e doçaria, da região vinhateira dos Biscoitos, marcada pela vinha disposta em “curraletas”, nasce o Vinho Verdelho. Ao visitar o Museu do Vinho dos Biscoitos, conseguirá perceber, um pouco, a dinâmica da tradição e da cultura da vinha e do vinho dos Biscoitos. Também é possível realizar passeios organizados às adegas.

A produção biológica tem ganho peso nos últimos anos e algumas abrem as portas para visitas que nos mostram todo o ciclo desde a produção até à mesa. As pequenas explorações agrícolas locais são mais propensas a utilizar práticas sustentáveis e a cultivar uma variedade mais vasta de culturas. Cultivam legumes que são únicos e inspiradores para cozinhar.

Há muitas razões para comprar local, a melhor razão de todas é o sabor. A comida que não viaja tão longe é mais fresca.

A Gastronomia e os vinhos são a chave de ouro para umas férias completas de natureza, histórias e sabores!

Tours, Programas e Oportunidades...

Gastronomia e Vinhos > Gastronomia e Gastronómicos

https://www.exploreterceira.com/ver-fazer/gastronomia-e-vinhos/
Onde Comer ...
O que dizem sobre nós...